quarta-feira, março 12

Wilco - Sky Blue Sky, 2007


Se tomarmos como parâmetro somente o primeiro verso de cada canção que abre os três discos recentes de estúdio do Wilco, então perceberemos o quanto este Sky Blue Sky soa diferente: mais alegre, mais "solto", mais despreocupado.

Vejamos. Em 2002, no disco Yankee Hotel Foxtrot, na faixa I’m trying to break your heart, Jeff Tweedy canta o seguinte: “Eu sou um americano aquariano bêbado”. Dois anos depois, A Ghost is Born começa assim: “Quando eu sentei na cama próximo a você, você começou a chorar” (At least that's what you said). Either Way, faixa que abre o disco mais novo, diz que talvez o sol brilhe hoje e que as nuvens se dissipem. Ora, qualquer pessoa que conheça o mínimo sobre Jeff Tweedy sabe que para um cara atormentado como ele, dizer que o sol poderá brilhar e o céu ficará limpo de nuvens é uma mudança e tanto de atitude.


Tweedy: o retrato de um artista atormentado.

Essa mudança de atitude se percebe mais amplamente no aspecto sonoro do disco, mais até do que na temática das letras, regularmente boas desde o primeiro disco em 1995. Depois dos excessos de experimentalismo em A Ghost is Born (como os 8 ou 9 minutos de microfonia na música Less than you think), Sky Blue Sky preza pela coesão e simplicidade em arranjos bastante influenciados por Neil Young, Byrds, Beatles de Paul McCartney, Bob Dylan e, por que não, pelo próprio Wilco dos primeiros discos A.M. e Being There. Either Way, Impossible Germany, Hate It Here, Walken, What Light, On and On and On e a faixa título confirmam o que digo.

Muito se especulou sobre essa volta do Wilco a suas origens sessentistas e “alt-countryanas”. Levantou-se a hipótese da banda não saber mais aonde ir depois de álbuns tão excessivos: de talento, de beleza, de barulho, de experimentalismo. Diz-se também que essa volta se deve a entrada dos dois novos membros que compõem agora a melhor formação que a banda já teve: o guitar-hero Nells Cline e o multi-instrumentista Pat Sansone. Pode parecer um paradoxo, já que com a entrada de novos membros, natural seria a banda incorporar novos elementos.

Novos ou velhos elementos, o fato é que o disco é bom.


NOTA:

Nenhum comentário: