sábado, agosto 23

Continuação do ESPECIAL DE MÚSICA Nº 2 - Homenagem a um menestrel sertanezo


O repertório erudito de Elomar segue restrito (às partituras ou à própria imaginação do menestrel), pouco divulgado, escassamente conhecido e estudado. Dentre o que já se pode escutar, o Moedoteca fez uma breve seleção e se propôs a uma seqüência de comentários sem pretensão crítica, priorizando sensações e impressões particulares.

Para ler, CLIQUE AQUI.

2 comentários:

Jurema Viscosa disse...

Gostei do trecho da entrevista em que Elomar diz que Caetano Veloso e Chico Buarque não possuem talento.

I. A. disse...

Na minha opinião, Elomar se sai melhor nas "Canções". Como, segundo ele, esta sua faceta já está esgotada, creio que ele ainda tem um imenso caminho a percorrer como compositor erudito. Resta saber se ele chegará lá, coisa que duvido muito.
Espero ver mais textos do Rodrigo no blog,
Adeus.