segunda-feira, setembro 29

RESULTADO DA 5° ENQUETE DO BLOG


O Moedoteca, interessado na opinião de nosso parco e qualificadíssimo leitor moedotecário acerca da novíssima MPB feminina, lançou a enquete Qual dessas cantoras da nova geração da MPB brasileira (século XXI) merece realmente consideração?, que ora chega ao final. Nosso leitorado pareceu-nos incisivo, por fim. Antes dos comentários sobre o resultado, pedimos alguns segundinhos para esclarecimentos sobre o critério de avaliação que usaremos.

1. Das oito cantoras que disputavam a enquete cinco possuem apenas um álbum. Movidos por um inexplicável sentimento por justiça, focaremos o álbum primeiro das demais três cantoras (Roberta Sá, Maria Rita e Vanessa da Mata). Eventualmente, citaremos os segundos e eventuais terceiros álbuns, mas estes e aqueles serão somente aludidos.

2. Francamente, o moedotecário responsável pelo presente texto não é um desocupado. Entre escutar uma concorrente que não lhe causasse especial simpatia e fazer qualquer outra coisa, inclusive nada, ele não hesitou. De modo que o enfoque dado a cada cantora terá o critério justíssimo do interesse pessoal do moedotecário.

VANESSA DA MATA - 44%

A incontestável vencedora com 44% dos votos é a mato-grossense dona de ostentosa cabeleira que os senhores devem conhecer. A senhorita está já pelo terceiro álbum e se pode dizer que, discutivelmente, alcançou o objetivo dos altos executivos fonográficos de lançar uma nova Marisa Monte. Afora essas confabulações nefastas e maledicentes, Vanessa é uma ótima menina. Digo sem rodeios o que ela tem de melhor: Vanessa é compositora, bastante razoável até, melhor que muito marmanjo desses que se vê às chusmas.


A moça não toca instrumento, cria as melodias e as letras e só depois de prontas que alguém põe a harmonia. João Daniel, prezado colega moedotecário, gostaria que eu acrescentasse o quão isto é significativo. As melodias ganham importância. Os arranjos não precisam suprir uma deficiência de composição, corretos e delineadores. De sintaxe simples, sonoridade rica e uma espontaneidade que alcança ápices de estilista, a letra de Vanessa também me agrada.

Negligenciar a textura encantatória da sua voz seria imprudente. Não negligencio também que o mais recente álbum não parece ter a força que os anteriores tinham, oscilando entre alguns péssimos e outros bons momentos. Ademais, parece-me justíssima a escolha de nossos leitores.

MARIA RITA - 16%


Gosto sinceramente da sua versão de Encontros e Despedidas, canção composta por Milton Nascimento para Elis Regina. O que nos leva a outro assunto: a originalidade musical da filha de Elis (polêmica que posta nestes termos é lamentavelmente má intencionada). Também se pode falar de sua ligação com Marcelo Camelo (é uma característica dessa novíssima geração cantar um Los Hermanos, ou um Pedro Luiz, o que é preocupante). A parceria lhe rende alguns bons momentos e lhe tira algumas rugas. Ou então falemos de seu flerte com O Rappa, o que, por sua vez, dispensa comentários.

ROBERTA SÁ - 13%


Ela ganhou mesmo a aceitação geral. Quanto a mim, comprometo-me a trocar duas palavrinhas com o leitor moedotecário sobre o melindroso Caso Roberta Sá assim que conseguir escutar os seus álbuns do início ao fim.

CÉU - 11%


O quarto lugar para CéU é, a meu ver, aquém do merecido. Como Vanessa da Mata, é compositora. Como com Vanessa da Mata, seu álbum tem a coesão de estilo. As semelhanças param por aí. CéU é original como característica. Não canta samba, por exemplo, e é modernosa sem ser chata.

MARINA DE LA RIVA - 2%


Uma amiga que foi ao PERCPAM, festival de música percussiva sediado em Salvador, queixava-se da apresentação de uma banda cubana, a única que não lhe agradou no evento, que mistura música tradicional de Cuba com rock. Para tanto puseram um jovem em farda de exército nas guitarras e um senhor na percussão, uma jovem e uma senhora nos vocais. Se eu quisesse mesclar a música baiana com a carioca, poria um capoeirista no berimbau e um malandro de branco, chapéu enviesado, cuidando da cuíca.

Marina de la Riva mistura música cubana com música brasileira, a conga e o pandeiro. Naturalmente, os pais da senhorita são um de cada nacionalidade: Brasil e Cuba, uma questão de sangue.

Ibrahim Ferrer não canta no álbum, mas Chico Buarque sim. Em castelhano. Marina de La Riva é além de uma bela voz uma belíssima mujer.

ANA CAÑAS - 2%


Tem música na novela.

MARIANA AYDAR - 1%


Tem alguma coisa, mas em vista do seu trabalho como um todo, não admito isso sem antes fazer mil reservas.

TITA LIMA - 0% sem nunhum voto


Despertou tanto interesse a mim quanto ao leitorado moedotecário.

7 comentários:

Daniel Oliveira disse...

Davi, siga meu conselho: patenteie a expressão "leitorado moedotecário". Ela é simplesmente genial.

Catharino disse...

Votei em Maria Rita, motivado pelo seu trabalho de estréia, que(...), e por pensar que está moça ainda tem muito trabalho pela frente.
Wanessa da Matta, poderia ter recebido o meu voto, mas, a presença de suas músicas em certas novelas me assustou. Gostei muito dos seus trabalhos anteriores, e quanto ao seu último album, me emocionei ao vê-la chorar na presença do The Wailers.

Davi Lara disse...

Catharino, o primeiro álbum de Maria Rita também me entusiasmou por um tempo. Os seguintes, ou mesmo antes deles, pareceram já saturados pra mim e, de certo, modo, lançaram outra luz, não muito favorável, ao trabalho anterior. Mas isso é uma opnião pessoal.
No mais, devo concordar, sem tirar nem pôr, que certas tendências do último álbum de Vanessa da Mata são assustadoras. (aquela cena em que a cantora chora é mesmo uma coisa; não posso ver mulher bonita chorando)


Daniel - Sei que essas coisas de direito autoral são trabalhosas. Para não sair de meu confortável fundo de poço, prefiro deixar como estar. Caso o termo tenha alguma repercussão que fique garantidos meus louros morais. Inclusive, não creio que alguém queira pantenteiar antes de mim, a não ser que você...

maiane disse...

hai..aii!
Fiquei revoltada com o quarto lugar de Céu assim como o moedotecário em questão.
Mas me recompus após ver o comentário dos meninos..
Não gostei do comentário sobre Los Hermanos..acho que eles[ou ex-eles] são tão bons e necessários como algumas composições da música brega, onde o sentimento é mesmo medíocre, embora louvável e o humano é exposto e ele é cru e sofrido!


Adorei a enquete .. sou fã de vocês..

VONE disse...

GOSTEI DO RESULTADO DA ENQUETE, AFINAL É ADMIRÁVEL O TOM SUAVE E CONTAGIANTE DA VOZ DE VANESSA DA MATA

leyla disse...

Hola que buen sitio, me encanta la música brasilera y de la lista de la encuesta acá en Chile sólo es conocida Maria Rita, asi que voto por ella,rsrsr.
Sin embargo tuve la oportunidad de escuchar a Vanessa da Mata y tiene una voz maravillosa, me recordó la de Gal Costa cuando era más joven.
Respecto de Roberta Sá siento que tiene muucho potencial pero no es comparable con las dos que le anteceden.
saludos!

Carlos Carvalho disse...

Na minha opinião, Maria Rita dá 10-0 a todas as outras.
Boa voz, boas letras, bons músicos e muito bom gosto.
Um abraço de Portugal